Coffee Valore

Logo_coffee

Cultivares de café: qual é o melhor tipo para minha propriedade?

Quais são os cultivares de café existentes? Qual é o melhor tipo para minha propriedade?

Com certeza você já deve ter se feito esta pergunta e sabe que a resposta não é tão simples assim!

Existem duas espécies principais de frutos: o café Arábica e o café Robusta (comumente chamado de Conillon). No entanto, a partir destes principais tipos de café, existem mais de 100 variações de tipos de cafés disponíveis e alguns já são bastantes conhecidos pelos produtores, enquanto outros estão começando a ganhar fama agora.

Cultivares de café - Coffee Valore

Então, para escolher o mais adequado para a sua propriedade é necessário conhecer os principais e, a partir daí, determinar o que faz sentido cultivar ou não.

A espécie Arábica, por exemplo, é a mais cultivada nas terras brasileiras, representando cerca de 76,4% da produção nacional, enquanto o Café Robusta é responsável por 23,6%.

À vista disso, confira abaixo alguns dos mais importantes cultivares de café. Veja!

1 – O café Arábica

Café Arábica - Coffee Valore

É a espécie de café mais difundida no Brasil. Principalmente no que diz respeito às variedades de café especial.

O café Arábica, tem um melhor sabor e qualidade. É uma planta de altitude e, por isso, a maior parte do Café Arábica produzido no país se concentra nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia e parte do Espírito Santo.

O Café Arábica é o líder do mercado, correspondendo a mais de 60% da produção de café de todo o mundo.

Isso é explicado pelos aromas e o sabor mais adocicado, tendo cerca de 50% menores cafeína do que o Robusta, por exemplo.

Aliás, os cafés que são chamados de gourmet, por exemplo, são produzidos a partir dos grãos de Arábica.

1.1 – Quais as principais variedades de Café Arábica?

Café Arábica é uma espécie riquíssima em sabor e variabilidade genética, por isso agrupa muitas variedades de café. Neste artigo, vamos citar cinco dos principais tipos de café arábica no Brasil.

1.2 – O café Novo Mundo

O Mundo Novo é um dos tipos de cultivares de café mais buscado para a produção de cafés especiais.

A qualidade dele é tanta que tende a ser bastante usado também na preparação de drinks, visto que harmoniza muito bem com frutas cítricas, como laranja, por exemplo.

A planta do Novo Mundo é alta e bem firme, onde a sua copa pode ter um tamanho expressivo também.

Com relação aos seus frutos, eles são avermelhados, porém bastante suscetível a ferrugem.

Dessa maneira, se você for cultivá-lo na sua propriedade, é importante ter uma série de cuidados especiais, o que acaba tornando mais caro a sua produção.

1.3 – O café Bourbon

O Bourbon é um grão bastante recomendado para a produção de cafés mais especiais, já que o seu sabor é levemente adocicado e também suave.

Sem contar que ele apresenta uma textura mais achocolatada e o aroma é bastante intenso, daqueles que realmente abrem o apetite.

Todavia, é uma planta muito suscetível ao surgimento de doenças e pragas, o que significa que a sua produtividade tende a ser baixa.

Porém, se mesmo assim você quiser cultivar o Bourbon na sua propriedade, é importante garantir que todo o processo de produção seja feito corretamente, desde o solo até a secagem.

No mais, são plantas bem altas, que chegam até 3m de altura e os seus frutos são amarelos ou vermelhos.

1.4 – O café Catuaí

Catuaí Amarelo - Coffee Valore

Dentre os cultivares de cafés mais populares hoje no Brasil está o Catuaí, que é se caracteriza por ser mais leve e suave.

Porém, isso não significa que o café desta planta é fraco, já que por ser cultivado em altitude, o grão tende a absorver bem mais os açúcares naturais, o que gera um sabor mais acentuado.

Sendo assim, quanto mais alta a produção do Catuaí, mais saboroso o café se torna.

Dentro dessa espécie ainda há algumas subvariedades, como o Catuaí Vermelho e o Amarelo, que apresentam poucas diferenciações de aroma e sabor.

Por fim, a planta apresenta um porte baixo, o que contribui para a facilidade na colheita dos frutos.

Além disso, o Catuaí é muito resistente ao surgimento de fungos, sendo uma excelente opção de cultivares de café.

1.5 – O café Acaiá

Dentre os cultivares de café que é interessante ter na sua propriedade está o Acaiá.

Nas plantações, as árvores dessa espécie se desenvolvem em formato triangular, o que significa que há uma captura do sol de forma homogênea.

Além disso, o Acaiá tem uma produtividade bem alta, sendo capaz de se adaptar facilmente à colheita mecânica.

Porém, existe uma desvantagem neste tipo: ele é bastante suscetível a doenças, como pragas e até mesmo ferrugem.

1.6 – O café Caturra

Caturra é um dos cultivares de café que mais se assemelha ao Bourbon, por conta disso várias especialistas dizem que essa espécie surgiu de uma mutação.

Hoje ele pode ser encontrado como Caturra Vermelho ou Caturra Amarelo, tendo os mesmos problemas que o Novo Mundo, ou seja, é propenso a ferrugem também e as pragas.

No entanto, o café Caturra tem um porte menor e apresenta um manejo mais fácil.

2 – Cultivares de café: O Robusta

O café Robusta (Coffea Canephora) é bastante conhecido e o seu sabor tende a ser mais marcante e amargo.

Dentre as vantagens de cultivar este tipo de café estão:

  • É uma espécie resistente a pragas, doenças e as mudanças climáticas;
  • Tem um crescimento muito rápido, logo naturalmente apresenta um melhor rendimento e produção;
  • Não precisa, obrigatoriamente, ser cultivado em regiões de alta altitude;
  • Depende menos da utilização de defensivos agrícolas.

Logo, todas essas razões levam a outra grande vantagem para o produtor: o café Robusta tem um custo de produção mais baixo.

No entanto, é importante mencionar que todos esses benefícios não anula a necessidade de fornecer ao solo os nutrientes necessários.

Isso porque, manter o equilíbrio dos nutrientes torna possível a obtenção de excelentes resultados.

2.1 – As principais variedades de Café Robusta?

O termo Café Robusta é usado, de forma popular, para agregar as variedades da espécie Coffea canephora. São essenciais para a produção de cafés solúveis e, muitas vezes, misturadas aos grãos 100% arábica para uma produção mais acessível.

2.2 – Conilon

Por fim, o Conilon. Uma das variedades mais comuns de Café Robusta no Brasil. É uma bebida encorpada, que pode ter bastante amargor, com o teor de cafeína podendo chegar a 2,37%. É uma planta rústica e bastante resistente.

Conilon - Coffee Valore

É então a variedade mais comuns de Café Robusta. O café Conilon com seu sabor marcante, tendo como principal característica a grande resistência a pragas.

Por essa razão, ele apresenta um resultado de produção mais positivo e efetivo do que o Arábica, por exemplo.

Além disso, ele é bastante valorizado no mercado, pois faz parte da indústria de café instantâneo, já que possui mais substâncias solúveis (cafeína e açúcares).

Mas afinal, qual é o melhor tipo de café para minha propriedade?

Vários critérios devem ser avaliados para que você escolha os tipos de cultivares de café mais adequados para a sua propriedade, como:

  • Adaptação daquela espécie na sua região;
  • Resistência às doenças;
  • Possibilidade de mecanização na colheita, etc.

Então, agora que você já conhece os principais, fica mais fácil decidir quais deles irão fazer parte da sua lavoura.

Conclusão

Existem vários tipos de cultivares de café e cada um deles apresenta características diferentes e é só a partir delas que você conhece definir qual ter na sua propriedade.