Coffee Valore

Logo_coffee

A qualidade do café e sua classificação

São diversos os fatores que influenciam a qualidade do café e sua classificação. E todos querem um cafezinho de qualidade para tomar pela manhã ou à tarde, não é mesmo?

Para isso, existem processos de produção que podem influenciar na boa ou má qualidade de um café.

Resíduos do Café
Crédito: Paulo Whitaker/Reuters Usada em 17-12-19

Por exemplo, o tempo entre a colheita dos grãos até a moagem é um dos fatores. Além disso, considera-se também o tempo de vida desde a torra.

Outros pontos são a higienização dos equipamentos, a tecnologia empregada, o local de cultivo ou a oxidação.

Então, acompanhe a leitura para ter mais detalhes sobre o que caracteriza um café de qualidade!

Qual é a relevância da qualidade do café?

A maioria das pessoas gosta de tomar um bom café, não é verdade?

A cafeína atrai o ser humano, por ser uma substância estimulante e, se consumida de forma moderada, proporciona grandes benefícios. E existem diversos fatores que influenciam na qualidade do café.

Vamos então ver agora alguns deles para entendermos a qualidade do café e sua classificação.

Grãos

A primeira coisa que devemos levar em consideração é a qualidade do grão. Se o grão de café for ruim, seu café preparado em casa também não será dos melhores.

Por exemplo, não é possível obter um bom café se os grãos estiverem estragados.

Um fator a se observar é se os grãos de café crescem em grandes altitudes, o que proporciona maior qualidade.

Se os grãos são cultivados em altas altitudes, provavelmente estamos falando do café Arábica, cuja qualidade tende a ser melhor que a do Robusta.

A variedade Robusta pode ser cultivada ao nível do mar e permite o fluxo da produção de café para áreas onde o Arábica não pode ser cultivado.

Além disso, a planta do Robusta tem um crescimento rápido e uma safra maior do que a do Arábica. Vale lembrar também que o café Robusta tem mais intensidade e amargor do que o Arábica.

Economicamente, o Robusta também é mais barato, por isso é também usado para misturas de café.

Áreas de produção de café conhecidas pela qualidade, com cultivo em altas altitudes, incluem Colômbia, Nicarágua, América Central, Brasil, México, Peru, entre outros países.

Moagem do café
Foto do freepik

A colheita também é importante, pois os grãos colhidos no momento ideal terão melhor qualidade do que os colhidos mais cedo ou mais tarde.

Vale mencionar também que os grãos cultivados de forma orgânica, sem a utilização de produtos químicos, trazem um café com aroma e sabor pleno que preserva todas as propriedades do produto.

Mistura do café

Para entender o que é a qualidade do café e sua classificação, é importante saber como se dão as misturas.

A experiência dos cafeicultores aliada à mesclagem de diferentes cafés com diferentes características também é um dos fatores para se obter um bom café.

O segredo da mistura é colher os melhores grãos, das melhores áreas, na época ideal de colheita para criar o melhor café. A mistura também deve ser balanceada.

Café torrado

Além da boa seleção de grãos de café e das misturas, a torrefação do café é o ponto final que permite realçar as principais características de corpo, sabor e aroma. Dessa forma, tem-se um café de qualidade que traz à tona todas as propriedades do café.

Café de qualidade
Foto de Igor Haritanovich no Pexels

Existem diferentes formas de torrar de acordo com cada país e cada tipo de necessidade de café.

De acordo com o tipo de café e o uso a que se destina, é decidido o grau de torra. A torrefação e o blend são os dois elementos que mais influenciam no resultado final do café.

Oxidação do café

Outra questão relevante para entender a qualidade do café e sua classificação é quanto à oxidação.

O oxigênio do ar causa a oxidação química do café, assim como ocorre com muitas outras substâncias. O processo de oxidação é desencadeado pela umidade e alta temperatura.

Para que o café seja preservado é importante evitar a umidade e a oxidação dos grãos de café.

Aroma

Moléculas aromáticas são produzidas durante a torrefação do café e então se movem para a superfície. Portanto, o tempo entre a torrefação dos grãos e o consumo deve ser o mais curto possível para evitar a perda de aroma.

Umidade

A perda de qualidade do café geralmente é causada pela umidade, uma vez que os grãos de café recém-torrados têm um teor de umidade de 2-3%.

Isso significa que os grãos capturam a umidade do ar que pode piorar a qualidade do café.

O acondicionamento do café em sacos e recipientes adequados retarda a perda de aroma, preserva o café da umidade, do ar e da alta temperatura.

Em suma, você desfrutará plenamente de sua xícara de café em casa se os seguintes requisitos forem atendidos:

  • Os grãos de café de qualidade foram colhidos no momento ideal.
  • A mistura é equilibrada.
  • O grau de torragem dos grãos de café é o correto.
  • O café está corretamente embalado.
  • O tempo entre o acondicionamento e o consumo é o mais curto possível.

Então, vimos até aqui alguns pontos sobre a qualidade do café. Confira abaixo alguns fatores relacionados à classificação!

Classificação do café

A classificação do café beneficiado grão cru leva em conta a categoria de café Arábica e Robusta.

Foto de Livier Garcia no Pexels

Além disso, há avaliações quanto à forma do grão e ao tamanho dos furos das peneiras nas quais o café passa. Pode ser chato, moca, graúdo, médio, miúdo, entre outros.

Quanto ao aroma e sabor, o Arábico é o considerado mais suave e aromático, com menos cafeína que o Robusta, também chamado de Conilon.

O Conilon costuma resistir melhor às pragas e tem aromas e sabores mais neutros. Porém, tendem ao amargo. Além do mais, possui mais cafeína.

O café é considerado excelente quando tem um sabor mais neutro e média acidez. A classificação como bom se dá para o café com sabor neutro e pouca acidez.

Já a classificação regular é para um café Robusta que não contém acidez. E, por fim, a classificação anormal é para o café cujo sabor destoa das características do produto.

Por fim, vale lembrar que muitos dos cafés comprados em supermercados são misturas de Arábica e Robusta. Por outro lado, quando você vai a um café, é provável que se utilize apenas grãos de Arábica, por serem ricos em sabor.

Gostou de saber mais sobre a qualidade do café e sua classificação? Deixe o seu comentário!